Brasil | Buses
viernes 28 de abril de 2023
Eletra faz balanço positivo de ônibus elétricos e busca ampliação do mercado
Empresa de São Bernardo do Campo apresenta seis versões de veículos com bateria e um modelo que mescla trólebus e bateria.
Después de siete meses de operación en Salvador y Vitória, Eletra hace una evaluación positiva.
Compartí la nota

A Eletra, empresa que faz os equipamentos de integração para ônibus elétricos, divulgou um balanço de sete meses de operação dos veículos que forneceu para os sistemas de transportes de Salvador (BA) e na região metropolitana de Vitória (ES).

São oito unidades que operam em Salvador, sendo a primeira apresentada em 30 de outubro de 2022 como testes.

Na Grande Vitória a encomenda foi de quatro unidades, sendo que a primeira começou fazer a ligação entre as cidades de Serra e Cariacica à Avenida Beira-Mar, na capital, em 27 de setembro de 2022.

Os coletivos têm carroceria Caio, chassis Mercedes-Benz e motor WEG.

Segundo a Eletra, até o momento os operadores fazem uma avaliação positiva do desempenho e manutenção dos veículos.

Todos os ônibus elétricos previstos nos contratos já foram entregues e estão em operação normal, com passageiros.

São veículos de piso baixo, ar condicionado, wi-fi e capacidade para 70 passageiros, com emissão zero de poluentes e baixíssimo nível de ruído.

Os coletivos têm autonomia de até 250 km e velocidade máxima de 60 km/h. Um de seus equipamentos de bordo é o INbus, que permite visualizar a lotação em tempo real.

Em nota, a fabricante diz que atualmente apresenta seis versões de veículos com bateria, com comprimentos entre 10 metros e 21,5 metros, e um modelo que mescla trólebus e bateria denominado de E-Trol.

BRT de Salvador recebe ônibus elétricos Eletra com chassis O 500 da Mercedes-Benz - Truck & Bus Builder

Confira na íntegra:

Lançada no segundo semestre de 2022, a linha e-Bus é o resultado da parceria da Eletra com algumas das principais empresas de transporte público sustentável no Brasil.

  • e-Bus 10m – Midi (chassi Mercedes-Benz, carroceria Caio, motores elétricos, inversores e baterias WEG).
  • e-Bus 12,1m (chassi Mercedes-Benz, carroceria Caio, motores elétricos, inversores e baterias WEG);
  • e-Bus 12,5m (chassi Mercedes-Benz, carroceria Caio, motores elétricos, inversores e baterias WEG);
  • e-Bus 12,8m – Padron (chassi Mercedes-Benz, carroceria Caio, motores elétricos, inversores e baterias WEG);
  • e-Bus 15m (chassi Scania, carroceria Caio, motores elétricos, inversores e baterias WEG);
  • e-Bus 21,5m – Articulado (chassi Mercedes-Benz, carroceria Caio, motores elétricos, inversores e baterias WEG).

A Eletra desenvolve também o e-Trol, um ônibus elétrico desenhado especialmente para operações em vias segregadas e BRT (Bus Rapid Transit), com um inédito sistema de catenárias para recarga de baterias durante o trajeto e ampla autonomia sem contato com a rede aérea.

Todos os veículos da Eletra são produzidos hoje numa ampla área de 27 mil m² na Via Anchieta, em São Bernardo do Campo, coração industrial da Grande São Paulo.

Na nova fábrica, que entrou em operação em maio do ano passado, a Eletra terá capacidade de produzir 150 ônibus elétricos/mês, ou até 1.800/ano, podendo aumentar essa produção em 50%, dependendo da demanda.

A ampliação das instalações faz parte de um plano de investimentos cujo objetivo é posicionar a empresa como a principal indústria nacional de veículos elétricos pesados.

“Nossa meta é ser a maior montadora brasileira de ônibus elétricos, com tecnologia inteiramente nacional ”, diz Milena Braga, CEO da Eletra.

Destacados.

Electromovilidad y diplomacia. La estrategia «neutral» de México ante la rivalidad entre Estados Unidos y China

¿Hay ejes eMobility innegociables para una transición efectiva? Según ANPACT sí y están delimitados. Entre numerosos puntos, algunos entran en choque. Estados Unidos y China para México son aliados, aunque entre ellos, el conflicto geopolítico es de larga data. Aquí, un análisis de las claves que el país latinoamericano requiere de ambos países.