Brasil | Vehículos Eléctricos
viernes 25 de agosto de 2023
ZF inicia fornecimento seriado de produtos para primeiro ônibus elétrico fabricado no Brasil
Entre os produtos fornecidos estão o compressor exclusivo para veículos elétricos, E-comp, produzido em Hannover, Alemanha, e os amortecedores Air Spring, produzidos pela unidade industrial da ZF na Argentina.
Compartí la nota

A ZF iniciou neste semestre o fornecimento seriado de produtos para o primeiro ônibus elétrico produzido no Brasil. O acordo com a Marcopolo foi específico para o modelo Attivi Integral, lançado em 2021 com produção iniciada no segundo semestre de 2022.

Esse acordo inaugurou o fornecimento de produtos ZF para ônibus elétricos fabricados no Brasil.

Entre os produtos fornecidos estão o compressor exclusivo para veículos elétricos, E-comp, produzido em Hannover, Alemanha, e os amortecedores Air Spring, produzidos pela unidade industrial da ZF na Argentina.

De acordo com Silvio Furtado, Vice-Presidente de Soluções para Veículos Comerciais e Tecnologia Industrial na ZF América do Sul, «há perspectivas positivas de volume de fornecimento desses produtos, uma vez que algumas prefeituras ao redor do País têm adotado políticas de incentivo à mobilidade sustentável e à redução da emissão de poluentes, o que inclui a exigência ou incentivo à circulação de ônibus elétricos nas cidades”.

Em São Paulo, por exemplo, há o programa “Ônibus Elétrico Zero Emissão”, que visa substituir gradualmente a frota de ônibus convencionais por ônibus elétricos. A meta é que, até 2028, todos os ônibus da cidade sejam elétricos. Além das capitais Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba e Florianópolis, que também possuem planos de expansão de frotas elétricas.

“A expectativa é que a produção voltada para o novo Attivi Integral supere 100 unidades/ano, o que é um bom resultado, considerando que a frota de ônibus elétricos ainda é pequena no País”, prevê.

Os produtos fornecidos para a Marcopolo passaram por testes de validação, além de calibrações exclusivas para aplicação no novo ônibus, que tem 13,25 metros de comprimento, capacidade total para 89 passageiros e autonomia de cerca de 250 quilômetros.

São equipamentos ideais tanto para ônibus na configuração de piso baixo como para modelos de piso alto. O E-comp da ZF foi desenvolvido exclusivamente para veículos elétricos, enquanto os amortecedores Air Spring também encontram aplicação em veículos movidos à combustão.

Para Ricardo Portolan, diretor de Operações Comerciais Mercado Interno e Marketing da Marcopolo, “o ônibus elétrico já é uma realidade nos principais mercados do mundo para uma mobilidade sustentável e a meta de descarbonização. Escolhemos a ZF como parceira para fornecer sistemas para o Attivi Integral pela expertise que a fabricante possui como tradicional fornecedora global de sistemas para veículos comerciais pesados e pela qualidade e confiabilidade de seus produtos”, analisa.

Produtos de última geração estão presentes nos novos ônibus da Marcopolo – O E-comp é um equipamento que proporciona a utilização ideal do trem- de-força elétrico, favorecendo a emissão de um ar mais limpo, graças à menor circulação de óleo no sistema. Além disso, desliga automaticamente para economizar energia quando o ar não é necessário. O conjunto é formado por um compressor, motor elétrico e bomba de óleo.

O compressor de ar elétrico mantém o sistema de freio abastecido com ar comprimido para garantir uma frenagem eficiente e segura. Além disso, é responsável por manter a pressão adequada nos amortecedores pneumáticos, para que seja possível ajustar a rigidez e altura da carroceria do ônibus, o que traz maior conforto aos passageiros.

O compressor E-comp também pode ser utilizado para alimentar outros acessórios e dispositivos internos no Attivi Integral, como portas pneumáticas, elevadores para cadeiras de rodas, sistemas de ar-condicionado, sistemas de informação aos passageiros, entre outros acessórios que necessitam de ar comprimido para funcionar.

“Em resumo, o compressor de ar elétrico desempenha um papel fundamental no sistema de freio, suspensão e operação dos acessórios internos de um ônibus elétrico, garantindo segurança, conforto e o funcionamento adequado do veículo”, explica Silvio Furtado.

Os amortecedores Air Spring, considerados premium em conforto, conseguem ler mecanicamente o tipo de estrada que o veículo está percorrendo e, assim, oferece maior estabilidade e segurança para o veículo. Trata-se de um produto utilizado em caminhões pesados e ônibus top de linha, em que o conforto se torna item fundamental para melhorar a produtividade da operação. Os amortecedores são aplicados entre o chassi e a cabine e também entre o chassi e os eixos.

Outros sistemas exclusivos da ZF para veículos comerciais elétricos – A ZF possui em seu portfólio drivelines elétricos para veículos comerciais com peso total permitido de até 20 toneladas. Os componentes CeTrax lite e os modelos CeTrax 318 ou 336 tem como diferencial a estrutura integrada do sistema de tração central elétrico, que reúne um motor elétrico, uma unidade eletrônica, inversor e uma transmissão.

Além dos drivelines elétricos, ZF é detentora da tecnologia presente no eixo elétrico AVE 130, que possui dois motores assíncronos refrigerados com água em cada roda, com potência individual de 125 kW, ou seja, ao todo 250 kW, o que corresponde a 340 cavalos de potência.

A instalação do eixo elétrico AVE 130 não exige mais espaço do que um eixo pórtico convencional, o que significa economia para as montadoras, já que não precisam desenvolver plataformas específicas para as soluções de eletromobilidade.

O eixo elétrico pode ser combinado com praticamente todas as fontes de energia, como baterias, supercapacitores, células de combustível e linha elétrica superior, sem contar que é perfeitamente adequado a conceitos híbridos seriais e versões plug-in.

Destacados.

Reformas. Los 9 puntos sobre electromovilidad que incluiría la Ley de Cambio Climático en México

La Cámara de Diputados de México se puso el objetivo de acelerar la transición hacia la movilidad eléctrica en el país. Para ello, se encuentra analizando la Ley General de Cambio Climático en busca de oportunidades de mejora. Aquí, Mobility Portal Latinoamérica recorre los ejes clave de esta iniciativa legislativa que quiere impulsar la electromovilidad desde el corazón del Congreso.