Brasil | Vehículos Eléctricos
jueves 22 de junio de 2023
Comissão do Senado debate política de Estado para sustentabilidade de veículos elétricos no Brasil
A matriz energética renovável é uma enorme vantagem comparativa para a eletromobilidade no Brasil, mas o país precisa reduzir a carga tributária e a burocracia. O assunto foi debatido pela Comissão de Ciência e Tecnologia do Senado (CCT). O governo brasileiro vem discutindo esse assunto no contexto da reindustrialização nacional com foco nos eixos da sustentabilidade e da transformação digital.
Compartí la nota

A venda de carros elétricos no Brasil cresceu 43% em 2022. As projeções indicam que ese mercado continuará crescendo fortemente nos next anos. A produção de energia limpa e renovável é uma das grandes vantagens comparativas do market brasileiro.

Enquanto a média mundial de fontes renováveis ​​na matriz energética é de 28%, a geração verde no Brasil é superior a 85%. Isso permite una operación de vehículos eléctricos con emisiones muy menores de contaminantes.

Um dos obstáculos é o investimento em infraestrutura. Não só em termos de carregadores, mas da eletrificação em different regões do country. Por enquanto são poucos os locais para carregamento público ea maioria dos carregadores é de carga lenta.

Una Comisión de Ciencia y Tecnología del Senado debate sobre los incentivos necesarios para el crecimiento de la electricidad en Brasil.

El representante del Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, Uallace Moreira Lima , informa que el gobernador brasileiro vem discutindo esse assunto no context da reindustrialização nacional com foco em dois eixos principais.

A transformação digital ea sustentabilidade. E, portanto, essa temática, da transição energy, da eletromobilidade exerce um papel extremadamente fundamental por duas questões basics. Nós estamos falando, dialogando com a fronteira tecnológica y, simultáneamente, de descarbonização.

Leia mais: Brasil será hub de produção de baterias para carros elétricos, diz ministro

Ricardo Bastos , presidente de la Associação Brasileira de Veículos Elétricos, confirma que una infraestructura tiene dos setores que atraen más el interés de los inversores y que Brasil tiene un enorme potencial para desarrollar tecnologías propias y también atraer inversiones extrañas.

A partir de Brasil, vendendo tecnologia, vendendo infraestructura para foros do Brasil. São empresas que están naciendo aquí en Brasil. Mas grandes empresas também, empresas de fora que estão vindo aqui no Brasil procurar startups brasileiras para desenvolver.

O Brasil, por conta do que nós temos aqui de energia limpa, dos biocombustíveis, o Brasil é um atrativo hoje para o mundo em relação ao que nós estamos fazendo aqui.

El senador Izalci Lucas , del PSDB del Distrito Federal, defiende una política de Estado para una movilidad eléctrica que incluya una racionalización y una reducción de la carga tributaria y de la burocracia para fortalecer la competitividad brasileña.

Nós tivemos, da Constituição para cá, 176.400 normas no Brasil. Quase que 20 por día. Então é muita burocracia. E semper a guerra fiscal tomou conta do país, onde a gente tem um custo imenso. Já, já nós estamos recibiendo productos de China a medida mínima.

Desde 2022, los gastos con vehículos eléctricos en el mundo superarán los 425 millones de dólares.

Destacados.

Electromovilidad y diplomacia. La estrategia «neutral» de México ante la rivalidad entre Estados Unidos y China

¿Hay ejes eMobility innegociables para una transición efectiva? Según ANPACT sí y están delimitados. Entre numerosos puntos, algunos entran en choque. Estados Unidos y China para México son aliados, aunque entre ellos, el conflicto geopolítico es de larga data. Aquí, un análisis de las claves que el país latinoamericano requiere de ambos países.